Mulheres chegam a 85% em curso de RH da Fatec Franca

Um relatório socioeconômico elaborado pela FAT (Fundação de Apoio à Tecnologia), instituição responsável pelos processos seletivos das unidades do Centro Paula Souza, revelou no início deste ano letivo que a presença feminina tem crescido nos cursos superiores tecnológicos.

Em Franca, por exemplo, 85% dos candidatos aprovados no curso de Recursos Humanos são do sexo feminino. O curso tem duração de seis semestres (3 anos) e oferece 40 vagas no período noturno com ingresso duas vezes no ano, por meio de vestibular. O objetivo do curso é formar profissionais com competências técnicas e humanas para atuação no planejamento, avaliação e gestão de pessoas e processos referentes a negócios e serviços presentes em organizações e instituições públicas ou privadas, de todos os portes e ramos de atuação. A formação também ajuda a promover a constante atualização e investigação tecnológica, visando o aperfeiçoamento humano para os diversos setores das organizações públicas ou privadas.

Além de Franca, a tendência de uma maior participação das mulheres nos estudos tecnológicos também se repete nos cursos do setor de serviços, como Eventos, Turismo e Moda.  Na Fatec Americana, 80% da turma de Têxtil e Moda também são mulheres.

Além dessas duas localidades, elas também têm chamado atenção no curso de Agronegócio em cinco Fatecs. Em Mococa, as mulheres que optaram por esse curso representam 60%. Em Ourinhos, 53,75%; em Jales, 50%; em São José do Rio Preto, 42,5%; e 37,5% em Presidente Prudente. O maior aumento foi registrado em Mococa, 22,5%, em comparação com os aprovados do primeiro semestre de 2019.

O levantamento também registra que muitos estudantes chegam às Fatecs por meio de propaganda boca a boca. Entre os aprovados, 34,5% afirmam que ficaram sabendo do Vestibular por meio de amigos; 15,6% por parentes e 21,1% na escola onde concluíram o Ensino Médio. Essa divulgação espontânea endossa o importante trabalho desenvolvido pelas Faculdades de Tecnologia do Estado.

Outros números levantados pela pesquisa: majoritariamente, os futuros tecnólogos são jovens (62,44% têm até 23 anos); a maioria é oriunda da rede pública de ensino (79,12%); e 84,3% possuem renda familiar de até 5 salários mínimos. Isso significa que os rendimentos das pessoas que moram com os aprovados, somados, podem atingir o teto de R$ 4.990.

 

Foto: Divulgação

 

 

Fonte: Com informações do Governo do Estado de São Paulo

Notícias

25.09.2020 |

Franca terá seletiva de modelos fotográficos PCDs

Seleção será feita em outubro e é voltada para deficientes entre 7 a 30 anos; iniciativa faz parte do projeto ‘Protagonize-se Inclusão e Fotografia’

24.09.2020 |

Franca terá cinema drive-in gratuito no estacionamento do ‘Fernando Costa’

Projeto Cine Autorama retorna à cidade com três sessões para a família nos dias 1º, 2 e 3 de outubro

23.09.2020 |

Empresário investe 25 mi na construção de novo santuário em Cássia (MG)

Templo será dedicado à Santa Rita de Cássia e terá capacidade para cinco mil fiéis sentados, obra deve ser concluída em maio de 2022